sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Eterno instante

Um instante! Uma estante, duas garrafas de cristal e uma foto com duas belas mulheres, envolvida por uma moldura de vidro espelhado.

- Lindas, né?
- São sim.
- Gosto tanto delas que prefiro me afastar. Tenho medo de desarrumar, quebrar o que está tão arrumado e equilibrado.
- Não entendo. Como pode gostar e se afastar?
- Tenho medo de errar.
- São muito lindas mesmo. São o que suas?
- Doença e remédio.
- O quê?!
- Deixa pra lá, vai...
- Estão vivas?
- Não sei dizer...
- Por que não vai atrás, não procura saber?
- Não vou atrás, elas estão na minha frente. São lindas essas garrafas de cristal, né?

(Ao som de: Del Rey)

4 comentários:

.Mari. disse...

As piadas aqui são sempre ótimas!ashuahsuahsushuash! Acho que dependendo do caso as garrafas são mais úteis, mais equilibradas, isso comparando ao ser humano, ambos os sexos. E se não tomar cuidado podem quebrar SIM (humanos, frágeis, pra morrer, basta estar vivio!)

Nathalie disse...

Super interessante.
Adoro textos que te fazem pensar uma coisa mas o final é surpreendente. =)

Paula S disse...

Agora fodeu, só vai escrever contos humorados? Apesar de que esse além de ter um humor tem algo a mais, uma certa reflexão.

;)

Paula S disse...

Eu gosto deles, tá?
;)