quinta-feira, 18 de junho de 2009

Enquanto

Enquanto ainda houver horizonte posso fracassar.
Enquanto ainda houver luz devo te enxergar.
Enquanto ainda houver música vivo.
Enquanto ainda houver sigo.
Enquanto ainda houver.
Enquanto ainda.
Enquanto.

Por enquanto...

(Ao som de: Cérebro Eletrônico - "Sérgio Sampaio, volta". Pela décima vez seguida.)

5 comentários:

nyuu disse...

cara, amei esse texto D:
a maneira como vocve usou as palavras, sei lá.

enfim,

tenho lido muito Bertolt Brecht.
ele me encanta, por mais que jorre sangue de seus livros, haha..

bjs.

jessycaaaaaaaahaha disse...

houve quebra de concordancia sintatica
spahoehoashoaoeias
zuei ;****

Felipe Freitas disse...

Tá estudando demais, vc.

Paula S disse...

Foda! Muito bom, rapaz.

Paula S disse...

Essa música do cérebro é do caralho mesmo.