quarta-feira, 23 de setembro de 2009

A porta entreaberta

O apartamento que quase tocava o céu estava carregado por uma energia pesada.
Ele abriu a porta acometido. Ela interrogou com pressa:
- Onde você estava?
- No bar com uns amigos.
– Você só tem vindo em casa pra dormir... Não me procura mais...
– Tu não se esconde.

Depois da piada ele riu. Ela sentiu o suco amargo dos olhos rolar pelo rosto e vomitou a dor que por um instante pensou em engolir:
- Você não é mais o mesmo. Depois que casamos você mudou muito. Não saímos mais, não vemos nossos filmes, não ouvimos nossas músicas... Sai da minha frente... Vá embora por essa porta...

Ela chorava hiperbolicamente. Ele era só inércia.

A vitrola que foi ligada pelo súbito, ou pelo amor, rasgou o silêncio que havia nas palavras dos dois. Era Roberto: “Eu te amo, eu te amo”...
Dançaram abraçados e perpétuos como se a eternidade houvesse entrado pela mesma porta ainda entreaberta.

(Ao som de: Cachorro Grande - As próximas horas serão muito boas)

13 comentários:

Jésssyca =] disse...

ooooooooowwnnnn que fofiiiiiiinho! *-*

Edilene disse...

De passagem


'Blogueiros fracassados"

Paula S disse...

Tô arrepiada. Sem mais.

.Mari. disse...

Após casamento, muitos esforços vãos e uma separação, ainda me pergunto a razão de tanta negligência por parte das pessoas, que, após a conquista, "descambam"! Continuo acreditando que uma relação deve ser regada como uma planta, e que devem existir reconsquistas sempre, enquanto hover amor...de verdade, e não "costume".
Após minha árdua experiência cheguei à conclusão de que de nada vale viver fazendo as pazes sem haver mudanças no comportamento. Uma hora não há mais reconciliação, por que a indiferença e arotina cansam e nem mesmo as músicas que fizeram parte da história, ou qualquer outra lembrança, serão suficientes.
Não deixemos que nossos amores transformem-se em "bom dia"! Mesmo diante de todas as privações do cansativo dia-a-dia. "Cuide bem do seu amor, seja quem for..."

Gostei do seu jeito de escrever! :)

Abraços!

LoReNa PiNtO disse...

Que fofo *-*

Quer namorar comigo? /UAHsuha

Gostei bastante do Texto!

:D

LoReNa PiNtO disse...

Aproveitei e te seguir No Twitter!

(ah e visita lá: http://lorenapinto.blogspot.com)

Wellington Souza disse...

E ae mano!
Nossa, lembrou-me a canção Valsinha, do Chico Buarque (encare isso como um elogio! rsrsr).

Opá, vou te add no twitter

Abraços!

Jon disse...

Lindo, lindo. Muito visual.

taynara disse...

Pois é. P/ quem já ler teu blog, ver você falar de amorzinho até se surpreende. Rs
Sabe que prefiro as histórias de amorezinho. Haha

taynara disse...

Amorzinho*

Joana Camila disse...

=)
ah esses casais...
nunca seremos capaz de "nós entender"

Jéssica Mrás Garcia disse...

O sentimento continua ali.

P.S.: O blog que eu uso é o Nada Intenso.

Bê Matos disse...

Coisa mais linda.. :)
ownt, se eu não estivesse com tanto sono, teria chorado. rs

beijos, felipe. :*